A procura pelo café origem ou café de origem vem aumentando no mundo todo. Suas particularidades atraem muitas atenções e paladares em todos os cantos.

O café origem, ou café de origem única são os grãos que vem do mesmo plantio de uma fazenda. Eles estão no mesmo nível de uma cerveja puro malte, ou seja, não foi adicionado nada na composição ou produção dele. Essa ‘pureza’ traz benefícios na hora da classificação e apreciação do café, pois as suas particularidades não vão ser confundidas ou combinadas com fatores externos, já que tudo ali tem a mesma origem. O café origem é muito valorizado, porque carrega as características acentuadas do seu processamento e terroir, o que facilita no conhecimento de sua procedência e qualidade.

Cafés de origem única são mais fáceis de perceber as notas atribuídas a ele, notas frutadas, florais ou achocolatadas, dente outras. Bem como sua acidez, corpo e o sabor que deixa na boca após bebê-lo. Essas são características principais para a avaliação do café e o que vai diferenciar os cafés especiais dos cafés comerciais. Justamente por ter essas particularidades é que o café especial vem fazendo tanto sucesso por todo mundo, afinal não é uma bebida simples, cada origem e cuidado no processamento gera uma experiência diferente a quem consome.

Outro ponto atrativo e de sucesso do café origem são as visitas que os donos de cafeteria, amantes de café especial e torrefadores estão fazendo às fazendas produtoras do café que consomem. Muitas vezes é preciso ir a outro continente, em cidades simples do interior de alguns países, porque assim, além de entender e conhecer a história do café, conhecem também as histórias de quem cuida e está por trás de todo o processo. Mais do que tudo, o café tem aproximado as pessoas, conectando vidas em realidades diferentes e aquecendo corações. É uma relação que gera mais confiança entre as duas partes, diminuindo a burocracia nos processos de compra/venda em larga escala.

A propósito, as fazendas que produzem o Homey Coffee, que ficam na Serra da Canastra, no Brasil, que também é muito famosa pelos queijos produzidos por lá, estão de portas abertas para quem se interesse por conhecer mais afundo a nossa história e a nossa gente que trabalha com muita dedicação e carinho para que o café que chega em sua xícara seja uma ótima experiência para o seu paladar.

O movimento da terceira onda do café cresce exponencialmente, a partir do momento em que as cafeterias, baristas e produtores estabelecem uma relação mais próxima com o consumidor final, que também cobram mais qualidade e transparência sobre o que estão consumindo. Por isso o café não pode ser mais classificado como uma bebida comum de grau de envolvimento baixo. O café se tornou um estilo de vida e que requer uma qualidade para satisfazer todos os apreciadores.